Uma nova realidade
Edição 36, Entrevistas

Uma nova realidade

O trabalho remoto deve se tornar uma realidade em grande parte das empresas assim que os gestores descobrirem os benefícios que ele traz de fato.

Por Irene Barella

Os sistemas e tecnologias de conectividade e colaboração são alguns dos expedientes usados para garantir e manter a continuidade de negócios. E, para empresas de todos os portes e setores driblarem e enfrentarem os atuais desafios está o trabalho remoto. A integradora do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação – TIC, com foco no corporativo e presença global, Orange Business Services, braço de serviços do Grupo Orange, oferece ferramentas e ambientes necessários para que a comunicação aconteça e integre pessoas. Leandro Laporta, diretor de Pré-vendas e Parcerias da companhia, defende que a tecnologia precisa considerar, acima de tudo, o ser humano e a interação das pessoas com os negócios. Na entrevista, ele fala sobre a importância dessas soluções.

Qual o nível tecnológico das soluções de colaboração?
As soluções de colaboração estão disponíveis e nós podemos utilizá-las. Ou seja, tecnologicamente já estamos num estágio bem avançado, são muitas as opções que atendem às necessidades do trabalho remoto. A questão é: o ser humano está 100% apto para o trabalho remoto? Talvez nunca estejamos. Precisamos da interação com as pessoas. Hoje, as pessoas estão impedidas de saírem de casa também para o lazer. Esse é o maior problema e o grande desafio das empresas na situação atual.

Como avalia o mercado de soluções do trabalho remoto?
O trabalho remoto é um assunto que sempre gerou muita controvérsia. Apesar de já ser comprovado o aumento na produtividade e a melhora no bem-estar dos colaboradores, muitas empresas eram reticentes em relação a essa prática. A Orange já vinha adotando essa prática há muito tempo e provando dos frutos positivos. Nesse novo momento, a sobrevivência das empresas e a segurança dos trabalhadores depende diretamente do home office. Muitos paradigmas envolvendo o tema já estão caindo, o que é positivo para todo o mercado.

A infraestrutura de comunicação do País atende a esse aumento?
Na região onde a Orange atua, não identificamos um grande impacto na capacidade de rede. Com toda a situação que estamos vivendo e a transição rápida que tivemos, avaliamos que a infraestrutura está atendendo às necessidades.

Qual é a tendência do trabalho remoto pós-pandemia?
É difícil fazer previsões, mas acredito que um ‘novo normal’ deve surgir após a pandemia no mercado de trabalho. O trabalho remoto deve se tornar uma realidade em grande parte das empresas assim que os gestores descobrirem os benefícios que ele traz de fato. O home office é uma experiência que depende muito de pessoa para pessoa e, cada uma lida com ele de uma maneira diferente. O principal ponto é que as relações humanas vão mudar, e as pessoas precisam se adaptar a essa nova realidade. É preciso criar e desenvolver uma cultura de trabalho remoto.

A Covid forçou a Transformação Digital de setores do mercado?
Muitas empresas tratavam a Transformação Digital como um processo lento e cauteloso. De certa forma, a pandemia foi um ‘empurrão’ para o mercado em geral. As empresas precisam se adaptar à realidade do isolamento para sobreviverem, e isso passa por algumas ferramentas principalmente de conectividade e de colaboração.

Houve aumento de vendas? Em quais segmentos?
Sim. Houve um aumento na demanda por tecnologias de conectividade e de colaboração para o trabalho remoto para que as empresas continuem operando como estavam operando antes. Um dos principais destaques foi a videoconferência (colaboração por vídeo). Os setores de Indústria e Manufatura demandaram mais essas ferramentas para manter o funcionamento e a produtividade.

A concorrência foi acirrada?
Vivemos uma situação emergencial e fora do normal. Com isso, as empresas de tecnologia passaram a estar mais próximas de outras empresas que precisavam de suporte. Nesses momentos as verdadeiras parcerias ficaram mais claras, e muitas empresas puderam identificar quais são as relações de longo prazo e confiança.

Quais soluções a Orange oferece?
A nossa companhia oferece soluções de colaboração, conectividade e segurança para que funcionários de clientes e parceiros sigam interagindo, como SD-WAN, telefonia e call center na nuvem, soluções de videoconferência e cibersegurança.

Quais requisitos tecnológicos são necessários para a adoção?
O principal requisito é uma conexão sólida, segura e de alta disponibilidade à Internet, para garantir a manutenção dos serviços durante esse período. Essa conexão precisa ser customizada e adaptada para a realidade e a necessidade de cada cliente em relação à quantidade de usuários, disponibilidade de equipamentos, entre outros.

Quais as iniciativas da Orange para atravessar essa fase?
Temos um plano de atuação global para essa pandemia. Existe um comitê com raízes em cada região e país, seguindo a legislação de cada local e as recomendações médicas. Sempre atuamos de maneira bem conservadora em relação à segurança dos colaboradores. Todos os dias o comitê se reúne, e os direcionamentos são replicados para a necessidade de cada país e cada sede da Orange. Todos os escritórios estão fechados, e 90% dos empregados estão trabalhando remotamente, sem acarretar nenhum impacto na operação da empresa.

E em termos de infraestrutura?
Sobre a infraestrutura, ela já era utilizada, e houve a ampliação da quantidade de acessos remotos para pessoas que trabalhavam em centros de operação. A empresa aumentou o poder de rede e atualizou as plataformas de serviço; dobrou a capacidade de conexões simultâneas. Essas medidas permitem apoiar o aumento exponencial do uso dessa tecnologia. O número de usuários que se conecta às plataformas, permitindo conexões remotas seguras para os teletrabalhadores, já aumentou em 700% entre os clientes. O uso de soluções de colaboração remota, como videoconferência, também aumentou, variando entre 20% e 100%, dependendo da solução. Estamos equipados para fornecer uma variedade de serviços gerenciados para dar suporte à colaboração e trabalho remoto.

De que forma a companhia apoia seus clientes neste período?
Desde o início dessa crise, a Orange tem priorizado as solicitações dos clientes, seja para aumento ou para diminuição dos serviços, a fim de que haja um impacto mais rápido possível das nossas ações. Nos mantemos próximos aos clientes, mantemos uma linha de conversa para entender suas necessidades e poder ajudá-los nesse momento. Aumentamos a capacidade de rede para permitir mais conexões remotas, e estamos auxiliando os clientes em todo o mundo a migrarem seus sistemas de call center para a nuvem; oferecemos suporte para que realoquem seus contact centers, permitindo um gerenciamento a distância. Com muitas das centrais de atendimento fechadas, os agentes precisam ter acesso ao seu ambiente para gerenciar as funções de suporte ao cliente. Acima de tudo, a companhia assume um papel de consultora e parceira.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *